9 de outubro de 2018

A Arte Mágica perde um Notável Representante - Ricardo de Mello - "Bob Ricardo"

Bob Ricardo
Com absoluta certeza as comunidades mágicas brasileira e internacional lamentam  a perda de um dos seus grandes representantes, BOB RICARDO. Ricardo de Mello, seu nome civil, faleceu neste último domingo, 07/10/2018, aos 79anos de idade, vítima de falência múltipla de órgãos e seu sepultamento ocorreu no cemitério São Francisco Xavier, na cidade do Rio de Janeiro nesta segunda feira, 08/10/2018.
Nos conhecemos no final do ano de 1961 e durante todos esses anos nos encontrávamos com frequência em eventos e aproveitávamos para por os assuntos em dia e trocar ideias sobre algum efeito mágico. Tive a honra de ter tido minha biografia publicada por ele na revista de sua propriedade,  “Jornal do Prestidigitador” que, por varias anos, circulou entre nós prestando importantes informações sobre a Arte Mágica.
Dono de uma memória incrível, conhecia a biografia de inúmeros mágicos e as descrevia sem necessariamente consultar alguma anotação. Foi um grande colecionador de revistas, livros, cartazes, etc., cujo acervo era admirado por aqueles que tinham a oportunidade de ter acesso, o que, felizmente, aconteceu com muitos, pois estavam sempre expostos, em parte ou na sua totalidade, em eventos mágicos.
Batalhou para uma Arte de qualidade aqui no Brasil, participou de inúmeros Congressos e se orgulhava muito de ter sido o primeiro brasileiro a competir num Congresso FISM, o que ocorreu no FISM de 1979, realizado na Bélgica. Tinha verdadeira paixão por competição, sagrando-se vitorioso em muitas delas.
Ator, historiador, palestrante e mágico  especializado em magia para crianças, também atuava como mágico cômico, clássico e manipulador.
Foi responsável pela orientação de jovens iniciantes na Arte Mágica, sempre disposto a ensinar e mostrar os caminhos para uma carreira de sucesso que, enlutados, choram essa irreparável perda.
BOB RICARDO deixou o palco da vida, mas deixou também um grande legado de 66 anos de dedicação à Rainha das Artes!
OZcar Zancopé 




Bob Ricardo e Karpes - Exposicão de acervo


Bob Ricardo em Palestra





Ozcar Zancopé e Bob Ricardo no CBM 2004


Ano 1965

7 comentários:

  1. Excelente Matéria. Em breve a minha em Vídeo: O EXTROVERTIDO BOB RICARDO.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado por comentar Emanuel Messias, querido Mariquito. Aguardaremos ansiosamente a sua matéria sobre o Bob Ricardo.

      Excluir
  2. Respostas
    1. Muito Obrigado Ramon Amaral, querido e estimado amigo. Fico contente em saber que você apreciou a matéria. Sou sabedor do seu carinho pelo Bob Ricardo.
      Grande abraço meu amigo.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Perdi meu mestre e melhor amigo Bob Ricardo. Primeiro brasileiro a pisar em uma competição FISM junto com Drakon.
    Que dor horrível. Estou sem chão e sem palavras.
    Bob me ensinou muito do que sei, e sua generosidade era incomum. Seu entusiasmo e paixão pela nossa arte beirava o fanatismo e éramos muito parecidos em muita coisa.
    Mesmo depois de sair do Brasil, costumava ficar horas ao telefone com ele e os assuntos nunca se esgotavam. Nos conhecemos quando eu ainda tinha 14 anos de idade e nossa amizade foi intensa e contínua.
    Um pedaço da minha alma se vai hoje.
    As boas lembranças de nossas noites no Centro do Rio, as idas ao Tihany e ao Garcia, nossa viagem à Minas com shows, as inesquecíveis reuniões no clube mágico, e incontáveis horas de discussões sobre métodos, e papos mágicos que jamais serão apagados de minha memória.
    Tinha medo deste dia chegar.
    No domingo, ia ligar pra contar sobre a semana em Riga e como foi a competição como havíamos combinado há uns dias.
    Que dor meu Deus. Que dor.
    Descanse em paz mestre querido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado Guilherme Curty por este seu emocionante depoimento. Que Deus ilumine o espirito desse nosso querido amigo e que ele olhe por nós e continue, onde estiver, encantando e divertindo os que estiverem ao seu lado.

      Excluir